9 de ago de 2013

DNIT celebra Dia Interamericano de Qualidade do Ar com ações em três rodovias


Equipes de Gestão Ambiental atuam com programas e procedimentos específicos para medir e minimizar a emissão de gases e poeiras na atmosfera gerados pelas obras de duplicação das BRs 116/RS (Guaiba a Pelotas) e 392 (Pelotas a Rio Grande) e na construção da BR-448 (Sapucaia do Sul a Porto Alegre).


O desenvolvimento industrial e urbano aliado aos atuais padrões de consumo, desmatamento e queimadas geram como consequência o aumento da emissão de poluentes no ar e os efeitos danosos à saúde e desequilíbrio dos ecossistemas. Com o objetivo de conscientizar os 32 países da América Latina e Caribe a respeito da contaminação atmosférica e de seus efeitos na saúde pública, a Associação Interamericana de Engenharia Sanitária e Ambiental (AIDIS) criou o Dia Interamericano de Qualidade do Ar, celebrado anualmente na segunda sexta-feira do mês de agosto, neste ano, dia 09.


O DNIT, por meio das Gestões Ambientais das obras de duplicação da BR-116/RS (211 km entre Guaíba e Pelotas) da BR-392 (84,34 km entre Pelotas e Rio Grande) e a construção da BR-448 – Rodovia do Parque (22,4 km que abrange Sapucaia do Sul, Esteio, Canoas e Porto Alegre), todas realizadas pela STE S.A., cumpre com ações de gestão da qualidade do ar.

A obra de duplicação da BR-116/RS possui um programa específico de monitoramento e controle da poluição atmosférica nas frentes de terraplenagem, pavimentação e caminhos de serviço, com campanhas trimestrais de aferição visual, registro fotográfico e utilização da escala Ringelmann (escala gráfica para avaliação calorimétrica de densidade de fumaça) que, segundo o supervisor ambiental Jackson Pilger são iniciativas que podem prevenir a liberação de poluidores no meio atmosférico.

Da mesma forma, na região metropolitana de Porto Alegre, onde está sendo construída a BR-448, o controle da emissão de gases e poeiras merece atenção especial, explica o engenheiro químico Albert Welzel, consultor responsável pelas campanhas de controle e monitoramento de particulados da Rodovia do Parque. “A implantação de um programa para controle e monitoramento da emissão de material particulado é de suma importância ambiental, pois ocorre intenso uso de veículos automotores e máquinas de combustão interna durante a construção que podem emitir concentrações de poluentes do ar acima de níveis aceitáveis”.

Com procedimentos de controle, a Gestão Ambiental das obras de duplicação da BR-392 orienta e supervisiona as construtoras nas frentes de obra e acesso a áreas de empréstimo quanto ao uso de lonas nos caminhões, umedecimento do solo das estradas nos caminhos de serviço e redução da velocidade durante o tráfego, o que evita transtornos à população do entorno e aos usuários da rodovia, como destaca o engenheiro agrícola e supervisor ambiental da Gestão, Francisco Feiten. “Sistematicamente a equipe está no trecho para a supervisão de campo. É importante a mitigação da emissão de materiais particulados principalmente nas áreas antropizadas, como é o caso do Contorno de Pelotas, evitando desconforto à população lindeira. O controle do nível de poeira também é fundamental para garantir a visibilidade dos usuários que trafegam na pista e evitar acidentes”, finaliza.

Com programas e procedimentos sistemáticos visando a melhoria da qualidade ambiental, o DNIT, com as equipes de Gestão Ambiental, comemoram a data.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...