31 de out de 2013

Programa de Educação Ambiental realiza atividades com 2,7 mil pessoas

Números correspondem ao balanço de março a agosto, incluindo professores, alunos, colaboradores e comunidade

O último balanço semestral da Gestão Ambiental (STE S.A.) das obras de duplicação da BR-116/RS indica que, entre março e agosto, o Programa de Educação Ambiental (PEA) atendeu um total de 2.793 pessoas. As diferentes ações desenvolvidas contemplaram 655 educadores, 1.657 alunos, 342 colaboradores e 139 pessoas da comunidade em geral. As avaliações das atividades indicam cerca de 80% de aprovação em relação ao conteúdo ministrado e à atuação da equipe. O PEA é um dos meio utilizados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para informar e sensibilizar a sociedade a respeito da sua relação com o ambiente e da possibilidade de uso sustentável dos recursos naturais.


Nos encontros com professores, o contato incluiu a apresentação do empreendimento, seus benefícios, e aspectos sobre a execução do Plano Básico Ambiental (PBA). Para os estudantes, a equipe transmitiu conceitos ambientais por meio de conversas direcionadas, realização de desenhos coletivos, hora do conto e dinâmicas de grupo, além da presença do boneco do tamanduá-mirim (mascote da Gestão). Já nas palestras realizadas para os colaboradores, foram abordados temas como o papel de cada um no processo de minimização dos impactos ambientais, uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), resíduos sólidos, entre outros. Além disso, o PEA participou de diversos eventos e apresentações para autoridades municipais e sociedade civil organizada.

De acordo com a geógrafa do PEA, Ciane Fochesatto, a proposta da equipe para a comunidade escolar consiste em realizar um trabalho de sensibilização, utilizando como ferramentas as várias esferas do conhecimento curricular. “Assim apresentamos o desenvolvimento prático das ações ambientais que ocorrem na duplicação da BR-116/RS”, afirma. A bióloga do PEA, Valéria Debom, explica o sucesso do tamanduá-mirim nas atividades. “É através da brincadeira, do poder da afetividade e da magia do imaginário que o educando desenvolve o prazer de aprender e o educador relembra sua infância”, avalia.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...