17 de nov de 2013

Emissão de ruídos é monitorada nas obras de duplicação da BR-116/392

Como um dos Programas previsto no Plano Básico Ambiental (PBA) das obras de duplicação da BR-116/392, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) realizou, nesta quinta-feira (05/09), a 6ª campanha de monitoramento de ruídos nos lotes 1, 2 e 3. Com periodicidade semestral, essa atividade tem como objetivo controlar os níveis de ruídos emitidos pelas obras ao longo do todo o trecho em construção, desenvolvendo medidas para diminuir a sua interferência tanto nos locais de trabalho quanto nas áreas urbanas por onde passa a rodovia.


Nos 13 pontos, que abrangem os pré-definidos no PBA, na Licença de Instalação e outros escolhidos a critério da equipe de Supervisão da Gestão Ambiental da rodovia (STE S.A.), um aparelho medidor de pressão sonora (decibelímetro) é utilizado a fim de ler os níveis de ruído. De acordo com o supervisor ambiental, Francisco Feiten, o monitoramento é executado na faixa de domínio e se estende até as áreas de apoio à obra, as quais são utilizadas pelas construtoras. “O intuito principal é avaliar se as atividades da obra estão prejudicando a comunidade lindeira”, disse.

Dados como temperatura do ambiente, umidade relativa do ar e velocidade do vento também são levados em consideração na hora de medir a poluição sonora. Segundo a arquiteta da Gestão, Juliana Cunha, o nível de ruído máximo permitido depende da característica de cada ambiente. “O monitoramento é baseado na Norma Técnica NBR 10151, descrita na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)”, explicou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...